domingo, julho 10, 2005

Realidades e(m) desfazamento!!!


A vida num aquário deve ser péssima. Bolhas artificiais, corais artificais, barcos afundados artificiais, convivência artificial, superlotação de vaidades,...

No entanto, os peixes, aparentemente são felizes... deve-se à sua memória que dura de três a seis segundos, se não me engano.

De cada vez que dão uma volta ao aquário, volta tudo a ser outra vez novidade!

“Ai, que lindo! Uma ânfora!!!” e uma volta depois, “Ai, que lindo! Uma ânfora!!!”

E se falassem? Se comunicassem? Apresentavam-se mutuamente milhares de vezes por dia, pois de cada vez que se cruzam, voltam a ser ilustres desconhecidos!

“Olá, como te chamas?”

“Néon, e tu?”

"Limpa-vidros! Sou o Limpa-vidros!"

“Olha-me este cagão!... Deves ter a mania que és útil...”

E uma volta depois:

“Olá, como te chamas?”

“Néon, e tu?”

“Limpa-vidros! Sou o Limpa-vidros!”

“Olha-me este cagão!... Deves ter a mania que és útil...”

E porque falo nisto? De vez em quando, sinto-me como se estivesse num aquário de verdade! Só que sou a única que não sou peixe!!!

De cada vez que abordamos um determinado tema, repito tudo o que já disse na aula anterior, há um mês trás, no período passado ou até mesmo no ano lectivo anterior...
A
E mesmo assim, parece que estamos a falar de coisas completamente novas, vivendo situações de aprendizagem como se fosse a primeira vez e fazendo experiências nunca dantes vistas! É que a memória dos alunos - que são uns mamíferos peculiares - dura apenas uns... oito segundos!!!

Quer queiramos, quer não, a realidade das escolas (ainda) está a milhas de distância da dos alunos!!!
A
E como nos aproximarmos? Eu...
A
... não sei!!!

;o) The LBug