sexta-feira, julho 01, 2005

Sim, reforma aos 52 anos!

Não sou professor do 1º ciclo.

Não consigo acreditar que o 1º ministro não saiba o que é a vida de um professor do 1º ciclo para achar escandalosa a idade da reforma aos 52 anos!

Lembrem-se da vossa dificuldade, como pais, em conseguir apenas que o(s) vosso(s) filho(s) se comporte(m) adequadamente. Com meios, que os professores não têm, de impôr a vossa autoridade.

O professor tem 25 à sua frente. Dos 6 aos 10, 13 ou 15 anos. Durante 5 horas. E tem que levá-los, não só a portarem-se bem, como a aprenderem aquilo em que não estão interessados (porque saudavelmente querem é brincar, em segurança e na companhia dos amigos). Muitas vezes distribuídos por vários anos de escolaridade na mesma turma, na mesma sala, todas as matérias.

Em casa, os vossos filhos têm um ambiente de partilha dos mesmos valores. Ao contrário da escola, onde coexistem pobres, ricos, europeus, outros nem tanto, filhos amados, desamados, com pais, sem pais, acarinhados, maltratados, de barriga cheia ou esfomeados. Tudo isto numa mesma turma.

Não há momentos de descanso durante a aula. Se se relaxa, o caos instala-se.

E correndo o risco real de ser agredido por um aluno (sim, até no 1º ciclo os professores são vítimas de rasteiras, narizes partidos, bofetadas, etc) ou processado pelo ministério por iniciativa de algum pai. Não podendo mudar de profissão porque o curso tirado serve exclusivamente para ser professor e para mais nada.

25 miúdos, 5 horas, 5 dias por semana, mês após mês, ano após ano.

Eu sei disto e não sou do 1º ciclo.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

armando jorge http://alcaiada.blogs.sapo.pt sabe, trabalhar 5 horas por dia é uma dádiva dos céus... No meu tempo as crianças respeitavam os professores porque estes se dsabiam fazer respeitar. Agora, ganhar o q vc´s ganham e querer reforma aos 52 anos é mesmo uma vergonha. talvez se trabalhassem oito horas por dia o merecessem... Procurem fazer o trabalho que escolheram fazer pq se n quiserem haverá agora muitos professores no desemprego que o façam! Trabalhar é um dever pelo qual sao bem pagos, não um favor que fazem ao estado! Trabalhem mais na educação e menos a reivindicação!

1/7/05 02:06  
Anonymous Anónimo said...

de anónimo(não tanto) para anónimo...
Experimente dar uma semana de aulas... e depois diga o mesmo que disse (se for capaz...) Não dê palpites sobre coisas das quais não tem conhecimento!!!

1/7/05 22:39  
Blogger Outro Anónimo said...

de outro anónimo para o prmeiro anónimo...
Com o comentário que apresentou demonstra logo que não sabe minimamente o que é uma escola e muito menos do 1º ciclo. Para que compreenda passo a explicar:
o professor não trabalha só 25 horas. trabalha sim 25 horas com os alunos e as restantes 10 são passadas a preparar aulas, em reuniões obrigatórias, na supervisão das aulas extra-curriculares, nas reuniões com pais, na correcção de trabalhos, nas aulas de apoio ao estudo, etc. Como vê não sabe nada de ensino e como tal, quem não sabe é melhor estar calado e informar-se primeiro para não dezer asneira

12/5/08 18:28  
Blogger Outro Anónimo said...

Corrigir:
de outro anónimo para o prmeiro anónimo...
Com o comentário que apresentou demonstra logo que não sabe minimamente o que é uma escola e muito menos do 1º ciclo. Para que compreenda passo a explicar:
o professor não trabalha só 25 horas. trabalha sim 25 horas com os alunos e as restantes 10 são passadas a preparar aulas, em reuniões obrigatórias, na supervisão das aulas extra-curriculares, nas reuniões com pais, na correcção de trabalhos, nas aulas de apoio ao estudo, etc. Como vê não sabe nada de ensino e como tal, quem não sabe é melhor estar calado e informar-se primeiro para não dizer asneiras

12/5/08 18:30  

Enviar um comentário

<< Home