quarta-feira, junho 21, 2006

Exames e avaliação de professores

Encontrei ontem a minha aluna D. a passear a meio da tarde.
"Então!?", pergunto eu, perplexo.
"Então o quê!!??", pergunta ela, igualmente perplexa.
"Então, amanhã há exame de Português!", explico eu.
"Oh, setor, eu lutei para ter um 3, para agora estar à vontade e não ter que me preocupar!"

E vamos nós, professores, ver o nosso esforço avaliado pelos resultados que estes alunos vão ter no exame!...

6 Comments:

Blogger Dani said...

Esta história reflecte bem o q se passou o ano passado... mas pelos vistos este ano pouco mudou!!

Vá lá malta, as aulas terminaram mas ainda temos de os motivar a dar o máximo nos exames!!

Q tal a musiquinha da Galp??!!
"Tenham ambição... se não chegarem à lua, pelo menos tirem o pé do chão!!!" Em tempos de mundial, pode ser q cole!!!

ai ai... tou mesmo a precisar de descanso!!!

21/6/06 22:55  
Blogger IC said...

Pois é Rui... foi por causa da luta pelo 3 (deles ou nossa?) que parte da minha turma mais difícil foi ver as pautas, fez as contas e foi jogar à bola em vez de ir à aula suplementar de Matemática. Não são todos assim, a outra minha turma compareceu em peso às duas aulas suplementares, mas, desta, só sete em cada, e os mesmos. Mas, dos níveis dois que esses tiverem no exame porque estiveram duas semanas sem nadinha rever (mesmo na matemática, sempre há umas coisas para memorizar e relembrar) quem vai apanhar com a culpa?

22/6/06 01:10  
Blogger velvetsatine said...

Pois...

22/6/06 13:44  
Blogger Miguel said...

Pois é...
Então das provas "virtuais" de aferição nem vale a pena dizer nada...

23/6/06 22:59  
Blogger Quiron said...

Outra engraçada é esta.
Este ano a prova oral é obrigatória, independentemente da classificação na escrita, para os alunos do 11ºque tenham feito prova escrita de Inglês continuação. Como a prova oral vale 30% para a nota final, um aluno que tenha 5 na escrita precisa de 20 na oral para passar.

E um aluno que tenha 4 na escrita está, obviamente, reprovado à partida. Não tem porque se apresentar na oral.

Mas o Ministério embirrou, quer absolutamente que ele vá à oral, perca 25 minutos (sem contar a deslocação e a espera), e faça perder 25 minutos ao professor.

Como assegurar que o aluno compareça? Obviamente, proibindo a afixação das classificações da escrita.

Plano Nacional para a Matemática, já! A começar pelos burocratas da 5 de Outubro!

27/6/06 21:46  
Blogger zoltrix said...

aluna esperta! Já aprendeu a sobreviver no Sistema!
Onde, Como e Quando terá aprendido?

5/7/06 02:21  

Enviar um comentário

<< Home