sexta-feira, fevereiro 24, 2006

Hoje é OUTRO dia especial!

Não, por ser sexta-feira...
A
Não, por ser véspera de fim-de-semana gordo...
A
Não, por ser véspera de mini-férias...
A
O.k.! Eu vou explicar:
A
Estão a ver aquele Senhor, que vem lá ao fundo?
A

A
Sim! Este Senhor aqui à esquerda:
A

A

Façamos um close-up:


Este mesmo!!!

De acordo com o que pudemos apurar,...

... e de fonte segura:

Faz anos hoje!!!






























PARABÉNS, Sancho Pança!!!

E um muito, muito,...


... com TUDO de bom!

A

MIL beijos de todos nós,

ADulcinéia,

Rui,

;o) The LBug

e mais... dos outros todos!

Histórias edificantes

1ª história edificante:
À entrada de aulas de substituição:
"Fora as aulas de substituição!" (tª do 8º, a mim)
"O que é que estes gajos vêm pr'áqui chatear!?" (tª do 6º, a mim)
"Cambada de panel...!!!" (tª do 6º, a mim)
"Vai levar na c...!" (tª do 9º, a uma colega)
"Vai pró c...!" (tª do 8º, a outra colega)
E nunca se consegue identificar o ou os agressores porque estas coisas são ditas no meio do grupo e nas costas do professor.
Bem, nunca não. Quando isto me aconteceu ("Cambada de ..."), voltei-me para o grupo de onde tinha vindo o "mimo" e disse:
"Eh lá, tenham cuidado, não chamem aos outros aquilo que vocês são, é chato, fica toda a gente a saber!"
Galhofa geral. Geral, excepto um... que, aliás, pouco depois, acabou por agarrar nas suas coisas e saiu da sala de aula. Seguido de mais meia dúzia, após acesa discussão e sem um olhar ou uma palavra para o não-existente que ali estava e que era eu.
É assim que muitos dos nossos alunos tratam os professores. E nem queiram saber como é com os empregados, conseguem ser várias vezes pior! E nem entro no capítulo dos carros!
Porque, como dizia uma Encarregada de Educação depois do seu filho ter feito uma data de patifarias (roubos, agressões a colegas, ameaças a professores e empregados): "Sabe, ele está muito revoltado..." Pois está...

2ª história edificante:
Imaginem que o vosso patrão vos diz isto:
"Meu caro amigo, se você trabalhar bem e arduamente, você tem que alombar com tudo isto aqui todos os dias.
Mas, se você não fizer nada que preste e se se portar realmente mal, você vai para casa com todas as faltas ao serviço justificadas".
Não, não é uma brincadeira.
Um aluno, que faça algo de tão grave que leve a um castigo de suspensão, tem todas as suas faltas justificadas pelo Governo, isto é, liberta-se das aulas sem sofrer qualquer consequência (ninguém pode ser punido por uma falta justificada).
Que alegria é ter uma suspensão! Os alunos até já se riem quando sabem de uma suspensão (verídico!)!
(Ofício-Circular nº 8 de 15/1/04, da Direcção Regional de Educação, Ministério da Educação, Gabinete do 2º, 3º ciclos e Secundário)

A cereja em cima do bolo:
Ao pôr pais contra professores (situação de que os alunos cada vez mais se aproveitam) este Governo destruiu a única parceria que teria algumas hipóteses de sucesso na educação destes jovens. Digam adeus! Talvez na próxima geração!

sábado, fevereiro 11, 2006

Ai,... que mania(s)!!!


Manias, há muitas... agora, ter a noção delas... e logo de cinco...

Ok! Vou tentar...

###################################

1ª Mania:
A
Mania de escrever a... CASTANHO!!! (Em todo o lado, excepto aqui... porque será? Será mania???);
A
###################################
A
2ª Mania:
A
Mania de usar este boneco

como logotipo! (Também em todo o lado, excepto aqui... Outra mania???);
A
###################################
A
3ª Mania:
A
Mania de ligar o rádio do carro, assim que rodo a chave na ignição! (O problema é que, a seguir, quem viaja comigo, tem que me ouvir a cantar... A VIAGEM TODA!!! Que mania!...);
A
###################################
A
4ª Mania:
A
Mania de olhar nos olhos e de comunicar o mais possível através deles! (Acho que acabo SEMPRE por "falar" demais e há mesmo quem não suporte o peso da honestidade de algumas... "frases"!!! E então, pensam: "Olha m'esta! Deve ter a mania!...");
A
###################################
A
5ª Mania:
A
Mania de ser Professora!... e, ainda por cima, de Matemática!!! (Que cena... Mania de ser "do contra"!... Bolas!!!);
A
###################################
A

E agora os cinco bloggers a quem passo o desafio:

BB - O Meu Anel
Maria Árvore - Chez Maria
Maria Papoila - Teorias
Rui Baptista - Amor e Ócio
RPS - Fado Falado
A
Obrigada, IC!
Obrigada, Miguel!
Amei o desafio!!!
A
;o) The LBug

domingo, fevereiro 05, 2006

Uma voz, um guia

Descobri este texto no Insónia:

"No meio da desorientação geral há uma pessoa que tem a obrigação de ser calma: o professor;
compreendemos que todos protestem e discursem e escrevam os seus artigos destruidores, que todos se deixem levar pelo que neles há de ressentimento animal e não de claro pensar humano, que todos se entreguem ao delírio e fujam da apolínea geometria;
jamais poderemos compreender que o faça um mestre; mais do que qualquer outro ele tem de viver pelo espírito e para o espírito;
só o pode tornar inquieto o não conhecer as causas de um fenómeno: mas já para as descobrir tem de ser sereno;
e, conhecidas elas, não há a mínima desculpa para qualquer acto que o iguale aos que o atacam."

Agostinho da Silva
13 de Fevereiro de 1906
3 de Abril de 1994

sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Programa!?

Do relatório “Resultados do Exame de Matemática do 9º Ano, 2005 – 1ª Chamada”, com origem no Gabinete de Avaliação Educacional (Janeiro de 2006):

“No Programa de Matemática do 3º ciclo do Ensino Básico – 9º ano, em vigor, pode ler-se «Como durante todo o ciclo continuam a ser preocupações constantes deste [9º ano] a observação e análise de figuras, a ligação à vida real, o aproveitamento da intuição e o desenvolvimento progressivo do rigor, o uso de raciocínios indutivos e dedutivos (…)» (p. 47).” (pág. 7 do relatório)

Só que isto não é tirado do “Programa”,vem de um simples Plano de Organização do Ensino-Aprendizagem, caracterizado como se segue na sua página 5, da Introdução:

“O programa da disciplina de Matemática para o 3º Ciclo do ensino básico foi publicado no volume I – Organização Curricular e Programas. (...) e, pela sua natureza prescritiva, devem pautar obrigatorimente o trabalho do professor.
O presente volume, constituído pelo Plano de organização do ensino-aprendizagem e por um conjunto de sugestões bibliográficas, tem uma natureza e uma função diferentes.
Dado o carácter de relativa abertura do programa, considerou-se útil complementá-lo com um conjunto de propostas de trabalho, que, embora sem função normativa, esclarecessem o professor (...)”

Porquê a necessidade de lhe chamar Programa? Ignorância? Distracção?

quarta-feira, fevereiro 01, 2006

Porque hoje é o teu dia...

... PARABÉNS, Rui!!!




























E que tenhas um dia pleno de coisas mesmo MUITO boas!

A

De nós todos:

A

Dulcinéia,

Sancho Pança,

;o) The LBug

e mais... dos outros todos!